Posts tagged ‘Escolhas’

Meu namorado não é VEGAN.

Meu namorado não é VEGAN.

Longe daquilo que é normal na vida de um vegano, meu namorado come carne. Temos todas as diferenças, ele gosta de uma cerveja e prefiro suco de laranja, ele gosta de churrasco eu só como vegetais. No supermercado passamos todos os apertos possíveis, aonde vamos primeiro? Ver as carnes ou pegar o tofu?.

Ele resolveu me entender, e eu o amo assim como ele é. Daí você me pergunta: – mas você não é contra quem come carne? E eu te respondo: – sou contra sim, minhas escolhas se tornam contraditórias quando falo do meu namorado, mas nós aprendemos a conviver com as escolhas de cada um.  Ele já sabe quais as marcas que eu consumo, me ajuda a cozinhar, e eu compro sua cerveja preferida que de quebra é vegana, a Heineken. E existe um sentimento muito maior, por trás de nossas escolhas, o amor, eu o amo pela pessoa que ele é pra mim, e não porque ele come carne. Convidei-o para ir ate o abatedouro comigo e no mesmo momento ele aceitou esse convite, dizendo que estaria ao meu lado em todas as situações. O importante nós temos, além do amor, é o respeito, e convivemos com essas diferenças tirando proveito das melhores coisas. Nós selecionamos melhor os lugares a que vamos, para que ambos possam se sentir bem. Resolvemos equilibrar o que temos de diferente e fazer o melhor.  Por mais diferente que possamos ser, é assim que vai continuar, temos muito a crescer e a entender um sobre o outro, e é possível sim se relacionar com alguém que é diferente de você, que não gosta do mesmo que você. Respeito é a fronteira mais estreita e mais resistente que você pode criar com quem você realmente ama!

Anúncios

Veganismo

Porque ser vegano? Já pensou nisso?

Aos 13 anos decidi que não iria mais comer carne, por um unico motivo: Amor aos animais. Quando iniciei essas mudanças, não tinha conhecimento nenhum sobre o que era ser vegetariano, a importancia de ser e muuito menos de onde tirar mais informações sobre esse mundo novo pra mim. o acesso a internet não era tão simples que nem hoje, a variedade e a divulgação de produtos e alimentos vegetarianos ainda era mais restrita, o mercado era menor, bem menor, se comparado com os dias atuais. Na minha familia todo mundo adoroa carne, churrasco, niguem abre mão do seu bife na hora do almoço,  mas mesmo assim não desisti da minha decisão,  pois o importante pra mim não era meus pais serem iguais a mim, eu só queria o respeito pela minha escolha, e isso nunca faltou em casa, minha mãe sempre fazia comidas variadas, procurava receitas, comprava soja, leite de soja, tudo para que eu pudesse ter uma alimentação balançeada e bem gostosa. Com o passar dos anos fui conhecendo pessoas vegetarianas, lugares vegetarianos, a internet foi ficando mais acessível, e eu fui conhecendo melhor essa filosofia e sempre me apaixonando ainda mais e tendo a certeza da escolha que eu fiz. Após 7 anos sendo vegetariana, assisti a um documentario feito pelo instituto NINA ROSA, e vi que só o vegetarianismo ja não me era mais o suficiente, eu não podia mais ser conivente com o sofrimento de outros seres, decidi então ser VEGANA. Nesse mesmo dia cheguei em casa e conversei com a minha mãe sobre essa nova escolha. De inicio ela achou que eu estaria sendo muito radical, mostrei todos os meus motivos e ela não entendeu muito bem mas, como sempre me apoiou e me respeitou. Minha mãe é uma peça muito importante em todas as minhas escolhas e eu acabei mudando a rotina dela, pois na minha alimentação eu uso apenas temperos naturais, consumo determinadas marcas, não uso certos produtos cosmeticos, não tomo remedios, enfim é uma serie de novos cuidados, cujos os quais ela sempre esta atenta para que nada saia errado. Hoje sinto que faço a minha parte, mesmo ela sendo muito pequena, mas dentro de mim estou em paz. As escolhas que fazemos são muito importantes não só para nós pois, elas sempre trazem consequencias para terceiros. Eu ja fiz a minha escolha, e você?